sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Quando o Querer Esbarra no Poder...

"Respeitamos todos os atletas, mas pensamos no coletivo, no triathlon brasileiro e não em interesses individuais."
Essa foi uma das respostas que obtive da Confederação Brasileira de Triathlon, quando estive tentando participar do Campeonato Panamericano que acontecerá este final de semana na Argentina...

É um belo discurso, e claro que seria um interesse individual meu participar de uma seletiva olímpica! Quem sabe, também um direito...
Entretanto as Confederações gozam de certas prerrogativas, e a eles cabem escalar o time brasileiro...
Inclusive, se eles quiserem montar um time mais fraco, eles podem!!

Nas palavras do diretor técnico, o Coronel La Porta: "A CBTri é a entidade nacional credenciada para administrar o triathlon no Brasil. A participação de atletas pode e deve ser gerenciada pela CBTri, tanto que qualquer atleta só pode se inscrever em provas internacionais com o aval da CBTri. A definição de quem vai participar ou não de uma competição internacional é prerrogativa da CBTri e assim será sempre."
Corretíssimo, e assim aconteceu nos Jogos Sulamericanos de Praia, onde o Brasil escalou uma seleção sub-23, que segundo a reportagem era a favorita mesmo sendo formada por atletas mais novos. Conquistaram apenas um 6°lugar, repito, num SULAMERICANO.

Podem achar que eu estou brincando mas esta pérola também está na reportagem: "A sub23 do Brasil já domina a elite do triatlo pan-americano."
Rsrsrs... Isso não acontece nem no Mercosul...

Fonte:
http://www.cbtri.org.br/ver_new.asp?tipo=noticias&id=5045&pos_menu=

Lembro quando fiz parte do já extinto Centro Nacional de Treinamento de Triathlon, estavamos em 2006 e diziam. "Nosso objetivo é 2012, mas se em 2008 tivermos atletas do projeto nas olimpiadas não será surpresa..."
Nem 2008, nem 2012 e duvido 2016!!
Todos os atletas que treinaram no CNTT, com excessão daqueles que passaram apenas algumas semanas, nenhum chegou perto de estar em alguma edição dos Jogos Olímpicos...
Eu passei 2 anos morando em Vila Velha/ES, com a promessa de investimento para disputar as olímpiadas de 2008 e 2012, e hoje me encontraria no lucro se apenas não me atrapalhassem para disputar as seletivas.

Fico feliz em ver as notícias de vários brasileiros ganhando vagas olímpicas, hoje mesmo eu vi um lutador que garantiu sua vaga no tae-kwondo, e que na travessia internacional de santos o melhor brasileiro irá disputar uma seletiva em Portugal para os 10.000m de natação de águas abertas...

Mas no triatlo a Confederação já decidiu que nem tentar eu posso... A prova na argentina está sobrando vagas, os EUA levam 11 atletas, e a CBTri disse que quer apenas os 7 melhores representantes, e que eu não vou disputar mais nenhuma seletiva, mesmo tendo pontos suficientes no ranking internacional e mesmo que arque com os meus custos de viagem...

Me falaram que estas regras já estão se definindo a mais de ano. Isso mesmo! Usaram o gerúndio para me explicar essa história, apenas no Fantástico mundo da CBTri as regras vão se definindo assim, com o tempo, sem serem escritas e publicadas... #espanto.

Entre meus argumentos, disse que nunca estive em melhores condições de disputar uma vaga olímpica para o Brasil...
E me responderam que se estou tão forte como digo, sou uma ameaça para os brasileiros que estão na minha frente, pois eu poderia tirar deles os importantes pontos olímpicos, pois já que estão com mais pontos, eles têm mais chances e precisam ser preservados...

É mole!?? Acho que na resposta ele esqueceu de escrever o "rsrsrs". Isso deve ter sido uma piada, pois me disseram claramente que não estou nem entre os 10 melhores do Brasil, e mesmo assim me veem como um risco para uma briga de vaga para os Jogos Olímpicos!!?

Bom, estou cansado de brigar com políticos da Confederação, e tenho que agradecer de ter encontrado nos EUA um time tão forte e receptivo, além de ser um país com tantas possibilidades de competições, portanto oficialmente estou deixando o foco das provas da ITU, para me dedicar as provas num formato sem vácuo, como o circuito ironman e outras provas tradicionais que contam com uma boa visibilidade internacional.
The Dream still on!!

Boa sorte aos meus amigos que continuam lutando pela vaga olímpica, pois hoje o Brasil têm apenas uma vaga garantida, e obrigado pela força nos emails, mas acho que não é hora de brigarmos contra políticas mal feitas, foco nas seletivas!!

29 comentários:

Xampa disse...

Brrrrrrooooootttttthhhhheeeeerrr,
Vc fez a melhor coisa. deixa essa panela de lado e viva seu sonho ou outro sonho.
lendo seu texto me veio o manzan na cabeca e a razao por ter largado as provas olimpicas. as federacoes e as politicas.
To contigo.
vai pra cima e se for possivel nos states, melhor ainda.

Gil disse...

Vc já leu o livro do Macca (I'm here to win)?

Ele fez EXATAMENTE a mesma coisa e deu no que deu.

Boa sorte na nova jornada!

ANDERSON BASSI disse...

Procure outro país. Com certeza em outros países você vale ouro. Com outra nacionalidade você terá não só condições melhores, mas também muito mais reconhecimento.
Aqui é o país da burrice, mediocridade, corrupção, você e muitos outros brasileiros merecem coisas melhores. Eu treino um atleta brasileiro que foi morar na Australia, correu ITU pelo Brasil, pagou tudo e não teve respaldo algum, conclusão, hoje ele é naturalizado Australiano, tem patrocínio e não vai mais competir pelo Brasil, ele teve meu total apoio.
O errado é errado e ponto, infelizmente o Brasil não vai melhorar, busque um lugar melhor do que aqui, pode ter certeza que irá encontrar.
É nesses momentos que eu tenho vergonha de ser brasileiro, não desanime, não deixe que pessoas que somente pensam em poder e dinheiro lhe tirarem o seu sonho.
Boa sorte rapaz, que Deus ilumine seus caminhos!

Emerson disse...

Bom, eu estou fora de todo este embrúlio já faz algum tempo, e sair disso será a melhor coisa que tu poderia fazer. Por falar em individualidade, não um atleta buscando um recorde PESSOAL de participações em olimpíada? Para quê mesmo? Para o país ou para ele? O triatlo no Brasil precisa urgentemente cair na realidade e deixar de ser comandado por incompetentes e ser tornar profissional, ou melhor ter uma gestão. Abraço!

Claudio Vinicius disse...

Boa sorte no novo objetivo, mas não perca de vista a possibilidade de 2016, em casa, no Rio de Janeiro... O Macca está aí para inspirar àqueles que lutam contra a correnteza... Muito bom fazer outro tipo de prova para vislumbrar novos horizontes e oportunidades... Vai lá e arrebenta!

Pablo Bravo disse...

É Mauro, isso é muito triste. Particularmente, eu já teria chutado o pau da barraca, admiro muito tua persistência!!!

Boa sorte e manda notícias.

Abraço

Emiltri disse...

Concordo com o Anderson.

somos brasileiros, amamos nosso país mas não podemos deixar que pessoas atrapalhem nossos sonhos.
Procure outro país para defender. Senão agora em 2012, mas em 2016.
temos muitos exemplos de brasileiros em olimpíadas por outros paises. E francamente, do jeito que o esporte é mercantilizado, não importa a camisa que vc está vestindo. Sabemos que vc é o Cavanha e que vc é Brasil.

abração e força!

Fabio Guima disse...

Devido a esse tipo de politicagens é que o triathlon e vários outros esportes não conseguem se popularizar....

Ivan Razeira disse...

Quer viver de sonhos , viva o esporte brasileiro, quer viver do esporte continue na sua jornada! Vc está no país certo, no caminho certo. É difícil abrir mão de um sonho , mas você pode mudar seus sonhos. Infelizmente no nosso país a politicagem define o futuro da nação , e do esporte , e das medalhas.... e se vc não esta no "esquema" vc não tem os seus direitos.

Deco disse...

nestas horas tenho vergonha de ser brasileiro, o sr coronel da cbtri o qual tive o desprazer de trocar emails eh uma pessoa bitolada e sem acesso, a nao ser a panela constituida. Tenho vergonha deeryencer ao triathlon nacional.
Boa sorte mauro, sempre estaremos aqui torcendo por vc

Triathleta, Pierry disse...

Nao eh somente a Politica eh a Cultura do Brasil , enraizada no "jeitinho" e no "futebol de campinho" eqto nao tivermos um choque cultural e politico isso nao mudara nunca, seremos um eterno "Pais do Futebol" e que geralmente nunca da retorno esportivo ao seu Pais , apenas venda de imagem das estrelinhas, apoio ao esporte mesmo aqui no Brasil nao existe , Forca Cavanha sei q pela tua garra vc pode superar da melhor maneira possivel onde eh q vc estiver, Sucesso pra vc !!!

Delson Filho disse...

Concordo com Anderson Bassi, tente treinar e competir sob a bandeira de outro país, Austrália e etc. O errado é tentar insistir naquilo que já está errado. Siga treinando inpendente da boa vontade "deles". E acima de tudo, consiga excelentes resultados paea vc e sua equipe. Sua porrada vira daí. Despreze isso tudo, pois só irá te aborecer e tirar seu foco. Bons treinos e Boa Sorte Mauro!!! Em tempo, um Feliz 2012!!!

Mauro Cavanha disse...

Ola Pessoal!!
Obrigado por todos os comentários!
Tiro muita motivação deste blog! valeu a força de todos!!

Realmente é triste essa situação de politicagem. Infelizmente meu ano de 2011 não foi dos melhores, e isso deu espaço para eles se aproveitarem de regras obscuras...
Acredito que para 2016 eles não vão ter como me tirar da disputa, pois não terão argumentos contra meus próximos resultados, e pretendo brigar sim para buscar uma medalha olímpica em casa!!
Já pensei sim na possibilidade de representar outro país, e até fiz contato com algumas federações internacionais, porém para esta edição já não teria mais tempo...
Agradeço todos os dias de estar treinando nos EUA pois realmente as possibilidades serão infinitas para ter sucesso no esporte!
Vamo que vamo, a primeira vai ser o 70.3 de OceanSide, na Califórnia, dia 30 de março!!
Mas antes tem o Fast Triathlon em março!!!
Abraços!!

deisejancar disse...

Indignação é pouco . Sua atitude é a mais certa. Não adianta teimar com gente de cabeça pequena. Toda a sorte do mundo !!!!

Hugo Leonardo disse...

Deixo apenas as palavras de incentivo..... força guerreiro.... essas passagens podem se tornar incentivos em cada treino a ser feito.... continuarei torcendo por vc seja qual competição vc participar..... sucesso.....
UM DIA O BRASIL VAI MELHORAR.....

Fernando disse...

In Mauro we trust! Soca a bota, o resto você já sabe. Putz, precisamos mudar...é ok, #gocavanha #rio2016? hehehe abraço ae man! #cavanha70.3?? hehehehe

Anônimo disse...

Mauro,
Já pensou em correr o circuito lifetime ai nos EUA?

Provas olímpicas sem vácuo e ainda pagam uma grana alta, tenho certeza que você se daria bem. Acho que o Greg Bennett num ano aí,ganhou todas as provas do circuito e levou uns U$500.000 pra casa, nada mal pra triatleta. E ainda por cima não afasta tanto assim do foco de olimpíada, visto que ele mesmo foi em 2004 e quase classificou em 2008.

No mais, deixar a cbtri de lado é a melhor coisa que você faz, se viver do esporte é teu sonho corre atrás e deixa quem é ruim se destruir sozinho.

Grande abraço,
Rodrigo

Guto disse...

É triste constatar que no Brasil mérito é relegado a segundo plano em váaaarios meios! No triathlon tem sido pior ainda.

Força cara, com certeza as dificuldades superadas hoje te trarão mais orgulho no futuro!

Grande abraço

Artur Araujo disse...

Mauro,pode ter certeza que será mais feliz nas longas distâncias.Pelo menos não terá essa cbtriste para importunar a sua vida.Melhor decisão da sua vida,que Deus te abençoe e te dê forças na sua nova empreitada.

maricy disse...

E o Brasil, sai perdendo... Bola prá frente Maurinho! Beijos

KK disse...

superação, brasil um País de verdadeiros laranjas. Se naturaliza qualquer outra nação, mesmo amando o Brasil, querendo mudar essa politicagem, tranformar o esporte democratico, onde vença o melhor, o que treinou, enfim, excelentes atletas competindo com excelentes atletas, ver no olho e no cronometro quem realmente é o melhor....parabens hoje e sempre. KEEP UP !!!

Carol Galvão disse...

Fala Maurinho!! Não sei nem o que te falar, realmente é uma PIADA. Quando leio essas coisas lembro de alguns e-mails que o Raphael recebeu da Cbtri.. VERGONHA! não sei como certas pessoas deitam a cabeça no travesseiro e dormem, mas enfim, siga em frente, boa sorte nas novas empreitadas e se precisar de nós, estamos por aqui. Muito obrigada por tudo!

Joka disse...

Perfeito Cavanha !!!!! Mó atitude, esses politicos fdp da CBTRI formam uma panela terrivel.... Bora treinar e competir onde o certo prevalece... Grande abraço guerreiro !!!!

Anônimo disse...

Relaxe Mauro, tbem passamos por algo parecido aki no estado... nosso atleta Fred Moraes foi o Campeão Brasileiro na Elite e no entanto o Cel. Laporta disse em alto e bom som q a categoria elite e sub 23 são uma só... ou seja o campeão Brasileiro 2011 seria Wesley Mattos do CE. Não desmerecendo o Wesley o qual tenho muito respeito e admiração, mas em respeito a nois msm atletas, se qd vc vai se inscrever vc tem opção de categoria, pq dizer q a categoria é uma só? é uma situação na minha ótica no minimo a ser conversada!

Mas não desanime não, todos nois sabeos de seu potencial! grande braço e força ai!

João Paulo Garcia
Triatleta

Richard Soares disse...

Fiquei muito triste em ler essa matéria Maurinho! Sem comentarios, mas todo mundo que faz mal para o outro terá o mal devolta, não que eu esteja desejando o mal para eles, mas esse diretor tecnico da CBTRI e um tremendo de um vigarista oportunista. Ele não sabe nada de triathlon, não quer crescer pelas oportunidades de trabalhar serio, mas pela vantagem do cargo que ele ocupa no momento, pois a hora dele vai chegar. Você e um cara espetacular e um excelente atleta, busque novos horizontes, pois o nosso esporte permite isso. Conte sempre comigo, abraço e boa sorte.

Breno Galvão disse...

Uma vergonha esta CBTRI!!!

Mauro, por que não ir à Justiça???

Mas, de qualquer forma, boa sorte nos seus objetivos...

Valeu!!!

Eduardo - TR3S MEIOS disse...

Já passou da hora de revermos TODA a estrutura de confederações de esportes no Brasil. O que vemos, na grande maioria, são feudos formados e dinastias que se arrastam ao longo do tempo, prevalecendo os interesses pessoais de poucos em detrimento ao esporte. Com essa cultura o esporte brasileiro permanecerá estacionado, alguns destaques individuais, mas sempre relegado ao segundo plano, infelizmente.

Anônimo disse...

Mauro, obrigado por compartilhar essa experiência.

Lutar contra uma instituição realmente é difícil, ainda mais no nosso país, realmente é uma vergonha o que fazem com o esporte.

Desejo muito sucesso nos seus novos objetivos.

Tri-abraços.

Geyson

Rodrigo Massoni disse...

Cara, muito triste a atitude de nossas confederações, ridiculo! Nunca vamos pra frente deste jeito, infelizmente a coisa tende a piorar...
Você fez a melhor coisa, com certeza os EUA é um dos melhores lugares se não o melhor para nós atletas, lá eles reconhecem o atleta como alguém com algo de valor, desde o amador que consegue pagar sua faculdade competindo em nome dela, até grandes facilidades e reconhecimento no nivel proficional, sendo vc o primeiro ou vigesimo do ranking.
Boa sorte!