domingo, 15 de junho de 2014

Copa do Mundo de Huatulco

Uma das provas mais difíceis da vida!
Em minha quarta participação não pude terminar a Copa do Mundo de Huatulco.

Nadei bem a primeira volta, mas na segunda já comecei a sentir cansaço.
Não tive força para pedalar com o segundo grupo e acabei ficando só, com outros atletas que ora me alcançavam, ora eram ultrapassados.

O calor e a humidade eram intensos e a cada subida do percurso de 8 voltas alguém sobrava do grande pelotão que se formou.

Fiz muita força, pois sabia que o pelotão aos poucos se desmancharia, o que aconteceu, mas não consegui mais recuperar posições.

Nas últimas duas voltas me senti pedalando com compatriotas, um americano (de onde vivo) e um argentino (onde vive minha namorada!). Revezamos o quanto pudemos e quando completávamos a última volta do ciclismo fomos "convidados" a nos retirar, pois o primeiro atleta já havia passado o ponto da corrida, onde não poderiam mais chegar ciclistas... (26 dos 56 competidores não completaram a prova).

Senti bastante fraqueza e falta de treino, a única coisa boa de uma prova ruim é que me motiva a treinar mais e chegar melhor na próxima!

Agora tiro uns dias de folga e semana que vêm começo um bloco de treinamento na altitude de Boulder, CO!

Arriba muchachos!!

2 comentários:

Andre Cruz disse...

Mr, vc é um guerreiro. Luta contra tudo e contra todos.
Mas, sempre fico pensando como seria vc em um Xterra. NEm sei se vc curte MTB, mas fico pensando.
Tudo de bom em Boulder.

Long Distance na Bagagem disse...

Mauro, temos dias bons e ruins, vc teve um dia bom numa prova difícil. Eu vi alguns trechos de um vídeo que mostra a subida da prova, realmente subir 8 vezes não é nada fácil ainda mais numa prova desse nível. Basta ver o primeiro colocado que não conseguiu chegar em primeiro e saiu de ambulância.
Força e bola pra frente.