quinta-feira, 31 de outubro de 2013

"I just want to be the best I can be." Siri Lindley

Nadando com dificuldade na ajuda dos 1900m de altitude e sendo quase o último atleta, estava bastante desmotivado para terminar essa carrera...
Já estava pronto para desistir (talvez eu não fosse mesmo bom pra isso!?), mas derrepente pensei no que minha treinadora, a Siri Lindley, sempre diz: "Apenas faça o melhor que você puder naquele dia, sem se preocupar com o resultado." A Siri ganhou sua primeira Copa do Mundo num dia que ela foi a última a sair da água. Grande atleta e exemplo!
Então pensei... Ao menos meia dúzia eu tenho que alcançar... rsrs

Ao final, também competimos por prazer e porque gostamos de "jogar", e assim fui escalando as montanhas de Guatapé o mais rápido possível, e como numa brincadeira contando nos retornos quem seria o próximo que iria ultrapassar... Fazendo as pernas e o pulmão queimar e me divertindo nas curvas estreitas das decidas a 60 km/h. Depois correndo consistentes 10km em 36'39", recuperando ainda mais algumas posições e de 45° ao sair da água terminei a Copa do Mundo de Guatapé em 27°!
Em entrevista a coloradotriathlon.com a Siri explica que fazer o seu melhor, sem expectativas de resultados, é muito mais fácil e menos pressão do que rotular um objetivo de ter que ganhar uma prova, ou ganhar pontos, ou ainda entrar para uma seleção.

Depois de tanto tempo machucado, e abençoado de ter uma treinadora como a Siri, essa prova foi um primeiro passo para ganhar confiança, principalmente no pedal onde estava tendo mais dificuldade durante a temporada.

De olho na próxima disputa no Rio de Janeiro com a prova do Rio Triathlon no dia 10 de Novembro!!

2 comentários:

Rafael Pina Pereira disse...

Demais ! É isso aí, fazer o melhor independente das condições é o que importa. O resultado é consequência disso !!

Abraço

Andre Cruz disse...

Isso aí !!!!
Boa prova no Rio !!!