quarta-feira, 27 de abril de 2011

Dias de luta!!

A duas semanas de competir na Copa de Mundo de Monterrey, sendo o nº4 da lista de espera de um total de 75 vagas, vejo minhas chances de ir para os Jogos Panamericanos desabarem...

A Confederação de Brasileira de Triathlon não acredita que eu posso dar um bom resultado e me diz que existe a necessidade de dar uma chance aos atletas que participam dos projetos CBTri.

E assim, os pontos que conquistem nas etapas do Circuito Mundial, sem apoio federativo nenhum, viajando com minha própria verba, não valeriam mais nada. A Confederação descobriu a artimanha da substituição, e desta maneira eles poderiam me deixar de fora de qualquer prova.

Era simples, já que o diretor técnico (coronel do exército) também é treinador, e além de gostar dos seus atletas, ele também faz parte de todo o treinamento dos abrangidos pelos projetos da CBTri. Assim ele pede inscrição para todos os atletas, mesmo aqueles que não tem a intenção de ir, e depois faz a substituição de 2 destes.

Como atualmente sou 7º brasileiro no ranking internacional, nunca teria chances de entrar para nenhuma prova, pois o limite por país é 6, e todos aqueles que estão na minha frente estão sendo inscritos, querendo participar ou não, para que depois sejam substituídos pelos prediletos da Confederação.

O artifício da substituição se trata de uma alternativa legal, para colocar atletas revelações, ou de evidente potencial, que não puderam participar das competições classificatórias por algum motivo justo, como uma séria lesão.

Já aqui no Brasil, não existe regra nenhuma para usar tal artifício, é simplesmente no achismo "eu acho que esse aqui ta melhor". Já troquei vários emails com a Confederação que se apoia em "critérios técnicos", ou seja, nada de concreto e objetivo...
Depois de relatar minha indignação pelo acontecido, é que me veio a surpresa!
Não estava sozinho!! Vários emails, mensagens, comentários de toda a comunidade do triathlon e de pessoas revoltadas com tamanha parcialidade, e até a logo feita acima, pelo grande amigo Dudu! Me deixaram super motivados na tentativa de brigar por essa vaga.

Hoje, a 10 dias de competir ainda não recebi a resposta da Confederação, que ficou dar uma posição o mais breve possível, o presidente Carlos Fróes, pareceu muito disposto a chegar numa solução para o caso, porém ainda não tenho sua posição.

O atleta que ocupa meu lugar na listagem da prova, também não se sente a vontade para competir no meu lugar e já trocamos vários emails, porém ele faz parte do projeto CBTri, e tem um contrato a cumprir, está numa posição super chata...

Conseguindo competir ou não, estou muito orgulhoso de ter tantos amigos se unido nessa batalha política...
Fica aqui meu super obrigado, e apenas esclarecendo um pouco mais sobre esse rebuliço que "bombou" no facebook!!

3 comentários:

Ulisses Kbelo disse...

Mauro, vou divulgar esse seu post no maior número de mídias que eu conseguir. Força cara!

vera lucia disse...

Isso mesmo!!! Força estamos todos Unidos pela "Justiça".
A Indignação é Nacional.
A minha Indignação é do tamanho do Mundo.
Tanto fazemos pela "Etica", e parece que algumas pessoas nem sabem o significado dessa palavra.
Coisas boas virão Com CERTEZA.
Deus te abençoe!
Bjs

Rodrigo Langeani disse...

A CBTRi tá afundando na lama. Faz muito tempo que a federação não faz nada pelso atletas, e o mais triste é que quando não tiínhamos os projetos, os atletas brasileiros eram mais bme colocados no ranking mundial (vide o resultado de sidney, onde levamos 3 homens e 3 mulheres para a olimpiada).
AS provas da confederação não são competitivas, tem muito poucos atletas que participam.
Aonde vai a grana que a federação recebe do COB?
Sei o que vc passa. De 1998 a 2002 classifiquei para 5 mundiais seguidos como junior elite (hoje sub-23) e não consegui ir a nenhum deles por falta de patrocínio ou ajuda da confederação.
Continue na luta!