quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Para a Performance não Cair, tome um Viagra!!

Como estou indo competir na altitude, estive dando uma pesquisada, em como amenizar a falta de oxigênio, e achei várias matérias interessanes, inclusive algumas sobre este remédio usado para o problema da disfunção erétil...


Várias recomendavam o Viagra para fins competitivos, com o argumento de que ele é um medicamento vasodilatador e aumenta a absorção de oxigênio pelo corpo. Isso aumenta a capacidade de o corpo gerar energia, fator muito importante para qualquer atleta. Esta diferença seria principalmente na altitude (seria o caso na Colômbia), ou em um ar poluído, como foi nos Jogos Olímpicos de Pequim.

O Viagra, ainda não é considerado doping pela Agência Mundial Antidoping (WADA), o medicamento vem sendo estudado, porém a agência ainda não chegou a um resultado conclusivo.

Ainda existem controvérsias em relação ao seu uso, a quem diga que é doping por se tratar de um meio artificial de se obter performance, mas também a quem diga que apenas existe o doping quando as doses terapêuticas aconselhadas são muito excedidas.

Fiquei na dúvida, tomar ou não tomar o viagra, pois oficialmente não é doping, e talvez estaria anulando o "doping" natural, dos que vivem nas alturas, que certamente teriam vantagem nesta prova.

Na dúvida, optei por não usar, estou numa fase muito boa de treinamentos, e não acho que a altitude de 1900m vai me fazer sofrer tanto como da outra vez que estive em Bogotá (2600m). Também por não ter tido tempo de fazer um teste, pois não se deve experimentar algo no dia da prova, ainda mais quando os seus efietos são pouco conhecidos.
Fora os efeitos, não tão colaterais, como a excitação!!
A quem diga que a vantagem é certa, pois o atleta corre com uma perna a mais!! putz!! rsrsrs

E você tomaria?? É, ou não é dopping??

Seguem alguns artigos interessantes, em inglês:

5 comentários:

Guilherme Campos disse...

Hahahaha...esse post foi engracado cara...huahauha...apesar de "cientifico" claro!!! Respondendo a pergunta final que vc fez ao final do post...msm nao sendo doping acho muito arriscado utilizar qualquer recurso ergogenico que nao tenha sido testado com a mais exagerada fidedignidade, ou seja, por uma instituicao com credibilidade e profissionais de tao alta credibilidade tanto. Como isso nao aconteceu ainda, oom certeza os principais efeitos colaterais ainda nao foram estudados a fundo e soh pra citar um deles por exemplo...o Viagra atua no SNS (Sistema Nervoso Simpatico) e isso com certeza geraria uma "taquicardia"..sendo assim a sua "zona alvo" dos batimentos cardiacos vai pro espaco e se vc sai da agua (primeira etapa) jah com 110% da Fc Maxima jah sabe o que vai acontecer no ciclismo e corrida que vem depois neh rsrs..sabia decisao de nao usar! "Senta" o cacete lah e boa sorte!!! Abracao Gui

Miler disse...

muito bom!! acho que vc pode tomar o Viagra após a prova e sair na balada , comemorando e de repente agora que vc ta solteiro...em um lugar distante..las ticas.....hahahaha..boa prova e comemore...rs

Joka disse...

kkkkkkkkkkkkkk !!!! Ja li sobre esse assunto...

Fernando disse...

Opa, beleza? Nem, nada pilulas azuis, na hora de correr te chamariam de homem beringela! Man, se puder ajudar: Sabe me dizer se na Copa Brasil de Triathlon alguem verifica o comprimento do clip de guidão? O meu é aquele aprovado pela ITU e tal e na minha regulagem ele parece que está na posição permitida. responda por favor no surf6515@gmail.com Boa prova ae!

Xampa disse...

fala mauro !!! blz?
cara, acho doping sim.
assim, como conheço uma galera que usa para os devidos fins sem precisar.
acho que arroz e feijão é o caminho natural.